quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

BONECA DE NEVE

Bem, vou postar agora um textinho divo que a Gi escreveu pra mim.
Textinho que eu amei de paixão!

Tipo, acho que não tem coisa melhor do que servir de inspiração pra alguém na hora de escrever, rs. Muito melhor do que qualquer coisa material (tá virando frase clichê da minha parte já, mas é muito legal mesmo. Nunca tinnham feito isso e eu realmente amei!).

Tudo bem que a Gi não lê aqui, mas valeu aí, Gi.



"E lá estava ela, mais uma vez solitária, sentada próxima a janela, olhando para o nada.Sentia que era diferente, como se não pertencesse a esse mundo e às vezes não entendia como pudesseeria estar aqui, como se sua nave tivesse se perdido nesse planeta e ela ficado pra trás.Olhava para o céu, em busca de um sinal, uma luz e não sabia que dentro de si estava todo o poder para modificar a própria vida.Realmente era ela diferente, não apenas por possuir os olhos de alegria como o céu e misteriosos como oceano, não por possuir um sorriso que encantava e assustava aos próximos, mas pelo poder que carregava dentro de si, pela força e sabedoria, mesmo que ela não tivesse conhecimento.Olhava as árvores, nem um ventinho balançava as folhas, o sol castigava quem se arriscava a rua. Calor, muito calor, o qual ela não gostava.Deixou sua imaginação fluir, viu-se tão branca quanto a neve, os flocos caiam lentamente e sem saber direito o que acontecia ela foi para rua. Sentia o toque macio dos flocos em sua pele, o frescor que aliviava até mesmo a alma e dançou, embalada pela dança das neves, correu como a muito não fazia, permitiu-se sorrir sem medo de que lhe julgassem e se entregou ao seu sonho.A noite já havia se aproximado, quando o frio começou a congelar-lhe o corpo, ela despediu-se da neve e entrou em casa para um bom banho quente e uma boa noite de sono.E seu sonho continuou.Ao acordar, a decepção, o sol estava mais quente e as pessoas irritadas com o calor, ao ler o jornal a surpresa, na primeira página lia-se: 'Neve durante boa parte da noite no interior de São Paulo, especialistas tentam explicar o fato'.Então ela sorriu e percebeu que poderia mudar o mundo e resolveu mudar sua vida."

sábado, 3 de janeiro de 2009

Sintomas da dislexia

Não é comprovado que eu sou disléxica, mas eu tenho milhões de motivos pra acreditar que sim. Então vou colocar uma listinha que achei no dislexia.com.br, por falta do que fazer.

Eu tava conversando com a Tha e mandei a paradinha pra ela...


1 - pode ser extremamente lento ao fazer seus deveres: - totalmente
2 - ao contrário, seus deveres podem ser feitos rapidamente e com muitos erros;
3 - copia com letra bonita, mas tem pobre compreensão do texto ou não lê o que escreve; - tenho, mas minha letra é bem feinha
4 - a fluência em leitura é inadequada para a idade;
5 - inventa, acrescenta ou omite palavras ao ler e ao escrever; -- às vezes eu faço isso
6 - só faz leitura silenciosa; - isso eu tenho.. nao entendo qdo leio em voz alta
7 - ao contrário, só entende o que lê, quando lê em voz alta para poder ouvir o som da palavra;
8 - sua letra pode ser mal grafada e, até, ininteligível; pode borrar ou ligar as palavras entre si; -- acho q nao chega a ser inteligível, mas nao é bonita
9 - pode omitir, acrescentar, trocar ou inverter a ordem e direção de letras e sílabas;
10 - esquece aquilo que aprendera muito bem, em poucas horas, dias ou semanas; -- haha total
11 - é mais fácil, ou só é capaz de bem transmitir o que sabe através de exames orais;
12 - ao contrário, pode ser mais fácil escrever o que sabe do que falar aquilo que sabe; -- (?) acho que sim
13 - tem grande imaginação e criatividade; -- imaginação fértil, mas nao sou muito criativa
14 - desliga-se facilmente, entrando "no mundo da lua"; -- só o tempo todo
15 - tem dor de barriga na hora de ir para a escola e pode ter febre alta em dias de prova; -- acho q nao chega a esse ponto, mas qdo era mais nova tinha muitos problemas com a escola.. tanto q mudei muitoo
16 - porque se liga em tudo, não consegue concentrar a atenção em um só estímulo;
17 - baixa auto-imagem e auto-estima; não gosta de ir para a escola; -- totalmente eu (?)
18 - esquiva-se de ler, especialmente em voz alta; -- eu faço isso..
19 - perde-se facilmente no espaço e no tempo; sempre perde e esquece seus pertences;
20 - tem mudanças bruscas de humor;
21 - é impulsivo e interrompe os demais para falar;
22 - não consegue falar se outra pessoa estiver falando ao mesmo tempo em que ele fala; -- acho q é assim .. na verdade nao gosto de interromper
23 - é muito tímido e desligado; sob pressão, pode falar o oposto do que desejaria; -- sou t;imida, mas nao abro a boca pra nada, entao nao sei, rs
24 - tem dificuldades visuais, embora um exame não revele problemas com seus olhos; -- tenho algumas dificuldades visuais e exames revelam problemas com a meus olhos
25 - embora alguns sejam atletas, outros mal conseguem chutar, jogar ou apanhar uma bola; -- eu tenho medo de bola.. serve?
26 - confunde direita-esquerda, em cima-em baixo; na frente-atrás; -- direita-esquerda .. principalmente qdo for pra dar seta.. só conheço cima-baixo
27 - é comum apresentar lateralidade cruzada; muitos são canhestros e outros ambidestros;
28 - dificuldade para ler as horas, para seqüências como dia, mês e estação do ano; -- só sei com relógio digital
29 - dificuldade em aritmética básica e/ou em matemática mais avançada; -- TOTAL
30 - depende do uso dos dedos para contar, de truques e objetos para calcular; -- sim, conto nos dedos ou na calculadora
31 - sabe contar, mas tem dificuldades em contar objetos e lidar com dinheiro; -- nao sei lidar com dinheiro... odeio
32 - é capaz de cálculos aritméticos, mas não resolve problemas matemáticos ou algébricos; -- TOTAL
33 - embora resolva cálculo algébrico mentalmente, não elabora cálculo aritmético;
34 - tem excelente memória de longo prazo, lembrando experiências, filmes, lugares e faces; -- sim .. nao sei se excelente
35 - boa memória longa, mas pobre memória imediata, curta e de médio prazo;
36 - pode ter pobre memória visual, mas excelente memória e acuidade auditivas; -- nope (?)
37 - pensa através de imagem e sentimento, não com o som de palavras; -- nunca parei pra pensar (?)
38 - é extremamente desordenado, seus cadernos e livros são borrados e amassados; -- e rabiscados pq fico entediada nas aulas
39 - não tem atraso e dificuldades suficientes para que seja percebido e ajudado na escola; -- yup
40 - pode estar sempre brincando, tentando ser aceito nem que seja como "palhaço" ;
41 - frustra-se facilmente com a escola, com a leitura, com a matemática, com a escrita; -- siiiiiiiim... principalmente matemática e escrita (sempre sou a última a começar uma redaçao.. e no pré, era a única q precisava de ajuda pra escrever
42 - tem pré-disposição à alergias e à doenças infecciosas; -- isso nao
43 - tolerância muito alta ou muito baixa à dor; -- pode ser os 2 ao mesmo tempo?
44 - forte senso de justiça;
45 - muito sensível e emocional, busca sempre a perfeição que lhe é difícil atingir; -- sensível e emocional? mao sei.. mas a coisa da perfeiçao até q é..
46 - dificuldades para andar de bicicleta, para abotoar, para amarrar o cordão dos sapatos; -- eu só sei amarrar com as orelhas de coelho
47 - manter o equilíbrio e exercícios físicos são extremamente difíceis para muitos disléxicos; -- nao chega a ser impossível, mas odeio exercícios físicos
48 - com muito barulho, o disléxico se sente confuso, desliga e age como se estivesse distraído; -- ESSA SOU EU .. e muita gente .. me perco e viajo
49 - sua escrita pode ser extremamente lenta, laboriosa, ilegível, sem domínio do espaço na página; -- sou lerda
50 - cerca de 80% dos disléxicos têm dificuldades em soletração e em leitura

Ano Novo

02/01/2009
Ok, fiquei de vir antes do ano novo pra contar não lembro o que aconteceu, rs, mas não deu não lembro pq.
Memória péssima!!!

Acho que ia falar alguma coisa sobre morrer atacada por lagartixas, sapos e cachorros, o que não é novidade nenhuma.

Outro dia, estava na internet, como de costume, até de madrugada. Eis que resolvo ir dormir.
Aí, tipo, desliguei o note (ah, sim, como de costume minha internet tava gay e não conectava – fui ver o que era e deu não sei o q de Proxy. Que diacho é essa porra de Proxy?), apaguei as luzes, deixando só o flash da cam do meu celular ligado e fui dormir. Como sempre faço, fui fechar a porta do quarto. No que fui fechar, virei pra porta, iluminando a parede do lado. Quando olho de relance (?), vejo um treco preto compridinho que saiu correndo. Sim, era uma lagartixa... das pretas, mais nojentas que o normal (?).
Queria ter gritado, mas não deu. Era de madrugada e estava todo mundo dormindo.


Bem, ano novo day, vamos lá.
Foi um dia como qualquer outro. Acordei à uma da tarde (isso pq quase me derrubaram da cama), fui almoçar e ver a novela da tarde, que eu AMO! Depois, a Fran e a Nicole estavam nadando. Fui lá dar uma olhada e elas insistiram pra eu entrar na piscina também. Acabei indo (detalhe: fazia ANOS que não via a cor da piscina, sério. Nem tenho mais biquíni, então tive que improvisar um.).
Quer saber? Foi divertido entrar na piscina depois de tanto tempo. É bem gostoso. Mas é claro que fico meio assim por tar cor de lagartixa albina (?), ser totalmente obesa e precisar dar um jeito no caminho da felicidade... Pra ajudar, chega minha irmã com o namorado e resolvem ir nadar também.
Mas foi bem legal. Quero fazer de novo antes de acabarem as férias, por mais que eu não saiba o que vou fazer (sim, eu sei que tem uma enooooooooooooorme possibilidade de ser cursinho, e uma minúscula de eu passar na faculdade).
Agora nossa “festa” de virada do ano...

Foi na casa do meu tio... SEM o meu tio.
Eu lembro de ter tido comida... e o Show da Virada da Globo (eu ainda não sei pq TODO MUNDO tem que assistir a essa merda!)... e, se não me engano, também tinha gente dormindo, como no natalgay.
Pra variar, fomos comer antes da meia-noite.
Quando deu meia-noite, resolveram que tava na hora de a gente comer a sobremesa. O namorado da minha irmã resolveu que queria ir ao centro da cidade pra ver os “fogos”. Não sei o que ele esperava que fosse encontrar (ta, talvez os tais fogos), mas encontramos umas 10 pessoas (divididas em duas praças), umas usando o banco da praça de motel, outras bêbadas.. e outras “alegres” (oi, bêbadas) com a família.. sim, isso inclui crianças.
Nosso passeio durou uns 10 minutos, NO MÁXIMO.

Aí voltamos, eu tinha a intenção de entrar na internet pra fazer companhia pra um amigo que, como eu, não é fã dessas datas... mas adivinha? A internet tava completamente gay e não colaborou. Resultado: deixei ele falando sozinho. Mas ele disse que a virada do ano dele (que nem viu passar) foi legal.

No dia seguinte teve o almoço na casa da mãe do meu pai... o mesmo tédio de sempre.

[tá, eu tive que tirar umas 3 linhas por causa da informação demais]

Ok, that’s all.

PS: Que venha (ta bom, já chegou) 2009 pra eu recomeçar minha vidinha-lixo (?) em SP, com muitos shows (Dundalk, Merrow a afins.. novidade), música irlandesa, Guinness (tá, eu não bebo), amigos novos e coisas legais (e até não-legais, such as brigas de namorado – ta, eu não tenho namorado, mas posso arranjar um).
Woohoo, to animada.
Ouvindo (ou melhor, vendo o vídeo – ainda bem que pelo menos o vídeo minha internet permitiu que carregasse e que eu assista offline): Breetches, da Dundalk (é suuuuper contagiante, música irlandesa em geral é).

http://www.youtube.com/watch?v=3PSCNwkzY34

PS2: Lembrei! Ia comentar sobre minha saidinha de terça-feira... Fomos eu, a Daiana, Sininho, Fernanda e a Bi. Ela não levou o amigo dela, ele ficou na casa dela passando mal com intoxicação alimentar, coitado.
Fomos ao shopping (lixo) da cidade. Sentamos numa mesinha na praça de alimentação e conversamos, ou melhor, eu ouvi... acho que já contei sobre o problema com muita gente, muito barulho. Ela tava contando sobre como é tudo lá no Projac, o ritmo e o esporro que tomou do diretor.